A DÁDIVA DO NATAL

23/12/2011 08:22

 

Em sonhos de criança recebemos um bom velhinho que “não se esquece de ninguém”. Vejo-o como um pai amoroso que nos ajuda a avaliar as condutas de todo um ano. Que nos orienta a sermos melhores e nos presenteia.

 

Presenteia-nos com amor. Com seu filho que nasce em nossos corações para nos ensinar sobre este grande presente, capaz de nos transformar, tornando-nos mais felizes. E que, quando o compartilhamos, se torna maior, mais belo e valioso.

 

Está chegando a hora de recebê-lo. Espere-o de braços abertos e permita que Ele faça parte da sua vida .

 

Que o Natal seja um dia de luz que ilumine todos os outros dias do ano!

Feliz Natal!

Andréa

 

Assim, neste Momento de Luz, compartilhamos mensagem recebida em 20.12.11

 

A DÁDIVA DO NATAL

 

Felizes os que compartilham da mesa do Senhor. Que participam do banquete de suas palavras. Que têm acesso ao conhecimento que liberta.

 

Assim nos disse o Senhor: Todas as vezes que compartilharem da minha mesa e do banquete do meu amor, estarão comigo.

 

Jesus nos fala da mesa como ponto de partida para a reunião dos seus seguidores que esclarecem a humanidade com suas palavras de amor. Por isso, reforça que serão felizes todos aqueles que participarem do banquete de suas palavras e dos que tendo acesso à boa nova e, por fim, ao consolador chegarão mais rápidos ao reino dos céus.

 

Toda via, é preciso não ficar adormecido como muitos fizeram em seus  tempos. Faz-se necessário compartilhar. Divulgar a boa nova como nossos antepassados e o consolador como a geração futura.

 

No passado, os que vieram passaram por dores e ódios, descrença e violência, e martírios como prova de amor a Deus. Não que Ele o quisesse, mas, diante da ignorância moral em que viviam, não houve, infelizmente, outra maneira para que a divulgação do Evangelho ocorresse.

 

O Evangelho em sua forma pura, pronunciado pela boca do Cristo e vivido através de seus atos. Eles prepararam o caminho. Lançaram a luz para que o caminho fosse iluminado, guiando-os e facilitando o que viria depois.

 

Hoje, vocês, os obreiros da última hora, já alcançaram um mundo um pouco mais diferente. Podem pensar que tudo que existia antes, ainda existe. Que o mal ainda tem a força necessária para destruir a humanidade.

 

 

Pois, vos afirmo que muito já foi mudado. Que o Cristo se enche de esperança a cada dia que, de um coração, parte o amor para um de seus irmãos. Não penses que isso ocorre com dificuldade. A cada dia percebemos a semente do amor ser cultivada em mais corações. Semente que vigora e se expande. Que nasce, se transforma, frutifica e nunca morre. Porque o amor, um dia plantado, resiste àignorância moral que ainda persiste no planeta.

 

Não temam. Mudanças ocorrem todos os dias. São constantes os pequenos milagres de amor que acolhem, que sorriem, que abraçam, que surgem pequeninos e crescem. Olhai os pontos de luz que avistam no horizonte e revele-os. Chamem muitos outros para vê-los. Convide-os para serem também pequeninos pontos de luz que, quando juntos, possuem a força energética de mudança, de crescimento e de evolução.

 

Daqui a poucos dias, viverão a dádiva do Natal. É o Cristo que nos surge novamente, em uma data específica, criada por vós.

 

Saúdam o Cristo que novamente chega e os convida ao amor. Que pelo menos nesta data preocupeis em cultivar a semente de amor plantada por Deus e fertilizada pelo Cristo em vossos corações e nos do próximo.

 

Sorriam alegres pela vida que ressurge forte e brilhante, pois é dia de renovação.

 

Abracem–se uns aos outros compartilhando da paz e do amor. Isto é a verdadeira caridade. Quando o amor divino é valorizado e compartilhado.

 

Lancem o olhar para os irmãos pequeninos que salteiam entre a dor e a luz. Convide-os. Carregue-os, quando não tiverem forças, para o lado belo da paz, da fraternidade, do conhecimento e da luz divina que aquece, transforma e guia por caminhos melhores.

 

Orem. Conectem-se com Deus. O Pai espera-os de peito aberto, ouvindo-os, compreendendo-os e orientando-os. Parem para escutar a voz de Deus que se faz presente dentro de vocês, nos irmãos encarnados e nos amigos desencarnados que vêm a vos em auxílio pelo amor.

 

Olhai os lírios do campo que, ditosos, se fazem belos para comemorar a chegada do filho do Altíssimo, que tem vindo estar conosco há mais de 2000 mil anos a fim de um dia poder levar-vos para junto do Pai.

 

Suaves são as brisas que acalmam a alma, trazendo-lhes a paz. Anunciando a chegada do amor divino em vossos corações.

 

Meus caros filhinhos, abram-se para o amor do Pai que bate à sua porta. Convidando-os para a chegada do filho que vos ensinou a boa nova. Deleitem-se de sua companhia. Façam deste momento um júbilo de alegria, Porém, não o guardeis somente para vós. Uma vez que ouvirem-no primeiro, chame os outros para perto para que compartilhem e comemorem a paz e a luz de Deus.

 

Fiquem com a lembrança das palavras de nosso Senhor Jesus Cristo que nos ensinou, pediu, e mostrou que, amando uns aos outros, seremos mais felizes. Pois, este é o caminho que nos leva a convivência harmoniosa com Deus.

 

Que neste Natal o amor do Cristo se faça presente em vossas vidas trazendo-vos a paz que tanto precisais. A paz que desmancha as angustias, que encoraja a luta harmoniosa pela vida, que vos ilumina e transforma aproximando-vos do Pai.

 

Deixo-vos o meu amor e a minha paz para que compartilhem uns com os outros assim como as estareis compartilhando convosco.

 

Que a luz do mundo, que é Deus, vos envolva hoje e sempre.

Amém.

João

20.12.11

Facebook Twitter More...