ASAS DA VIDA

30/09/2011 13:12

Uma poesia para começarmos a semana e tomarmos as asas da vida.

Voemos pela potencialidade do nosso ser, utilizando este grande instrumento que é a nossa vida.

Uma ótima semana para todos.

 

 

ASAS DA VIDA

 

 

Quando cheguei neste mundo

Trazia um violão

Tomei as asas da vida

Deixei a morte no chão

 

Cantei minhas alegrias

Dedilhei cada acorde

Exsudei minhas mazelas

Minha alegria não morde

 

Espantei toda tristeza

Com minha palma da mão

Espalmei-a imponente

Irradiei a multidão

 

Quando cheguei neste mundo

Trazia um violão

Tomei as asas da vida

Deixei a morte no chão

 

Cada chácra vibrava

As energias da vida

Fui poeta e trovador

Voz do silencio divino

 

O calor que me embalava

Vinha da força de Deus

Sou cantor da boa nova

Sou irradiação dos céus

 

Quando cheguei neste mundo

Trazia um violão

Tomei as asas da vida

Deixei a morte no chão

 

Cantigas do meu silencio

Trazem beleza e perfumes

Dos jardins da babilônia

Não trouxe planta nenhuma

 

Tudo que tenho comigo

A essência que vos dou

Não é de plantas nem flores

Foi o céu que me doou

 

Quando cheguei neste mundo

Trazia um violão

Tomei as asas da vida

Deixei a morte no chão

 

ACA

Facebook Twitter More...