CONFIEM. O PAI SABE O QUE FAZ.

06/07/2012 17:42

 

Esta semana, no Momento de Luz, João nos pede para confiar no Pai, porque Ele somente faz o que é melhor para nós.

Orienta-nos a, simplesmente, abrir os olhos e aquecer o coração. A buscar o amor dentro e fora de nós. A compartilhar o que recebemos do Criador. E a aceitar, confiantes, Seus desígnios.

Convida-nos a praticar os ensinamentos fornecidos pelo Cristo. A amar incondicionalmente a nós mesmos e ao outro.

Amemos.

Andréa

 

 

CONFIEM. O PAI SABE O QUE FAZ.

 

A família, meus irmãos, é o berço da humanidade. A partir dela iniciam-se os ensinamentos que devemos buscar na encarnação. Se não a aceitarmos, não aceitamos o presente de Deus de fazermos e sermos diferentes. É ao seu lado, indo ao seu encontro, que encontraremos o que nos faz necessário ao nosso crescimento.

Quando pequeninos, ainda desfrutando do seio materno, encaramos nosso primeiro desafio: a revelação do amor. Através de nosso olhar dirigido com afeto àquela que nos protege e alimenta, a convidamos para este valioso sentimento.

É a partir do cuidado dos pais, que se faz o adulto que deseja seguir o caminho reto. Mas não só depende dos pais ou dos filhos separadamente. E sim, do conjunto. Do enlace destes membros, acompanhados dos demais membros deste clã.

Pois saibam, queridos irmãos, que nenhuma família é formada sem a devida permissão do Senhor, que conhece o que é melhor para cada um de nós. Confie, pois, nos Seus desígnios. Podem não lembrar, mas foram consultados, orientados e preparados para compartilharem do mesmo núcleo.

Porém, ao despertar na vida material aproveitam do benefício do esquecimento, às vezes, erroneamente. Ele existe para nos proteger e ajudar a seguir adiante, sem acúmulos antigos que não estamos, ainda, capacitados a enfrentar. Isto não quer dizer que as sementes do amor e do compromisso com o amor universal estejam apagadas dentro de nós.

Se simplesmente abrirem os olhos e esquentarem o coração, perceberão os muitos sinais revelados, a todos os instantes, para a atualização das sementes geradas pelo Senhor, e depositadas, cuidadosamente, em cada um de vocês.

Meus caros filhinhos, se envolvam no amor do Cristo e aceitem os sinais deste amor que os chega a cada instante. Trazidos pelas brisas do céu em forma de sorrisos, conselhos, ensinamentos vindos de outros corações, dos amigos e dos familiares.

A nossa família é grandiosa. Unem-se por laços do puro afeto. São impregnados pelas verdades que Jesus nos ensinou. Passai adiante, de pai para filho, de irmão para irmão, os ensinamentos da Lei do Amor e da Vida. Sejam sinceros com seus corações: escute-os e faça-os prevalecer diante de tanta maldade.

Lembrem-se de que nasceram no berço apropriado ao crescimento de cada um de vocês. Se não é o que esperavam, talvez os console que eu os afirme que foi o necessário ao aprendizado de cada um de vocês.

Muitos órfãos e rejeitados desfizeram-se deste valioso presente em outras encarnações e precisavam, com a ausência, valorizar o que amanhã terão novamente. Não pensem que foi maldade do Criador, pois, trata-se de misericórdia. De pai ensinado para o filho, através de exemplos. Assim se faz na sabedoria popular, assim se faz no infinito do céu, pois esta é a Lei Universal de Deus, garantida a todos os seus filhos.

Confiem em Seus designíos. O Pai é sábio e infinita é a sua misericórdia. Separa-se de Seus filhos, crendo que será necessário ao crescimento deles. Como os pais que permitem uma viagem longa para aprendizado em terras distantes, pois sabe que este é o caminho para a felicidade dos seus filhos.

Acreditem. Vocês são abençoados! Não culpem a Deus pelos sofrimentos pessoais e de outrem. Busquem o entendimento. Os órfãos devem ser amados e encaminhados por outros pais que desejam filhos ardentemente e são capazes de influenciá-los para o bem. Ou são as crianças acolhidas que farão isto por eles?

Confiem. O pai sabe o que faz.

Se nos orientou a amar uns aos outros como a nós mesmos, é porque sabe que seremos um filho do outro em breve. Amar a si, amar a seu próximo mais próximo, amar ao próximo mais distante, que em breve poderá ser continuação de você.

Todos nós espíritos surgimos de um mesmo pai, do mesmo seio de amor. Buscai o amor dentro, fora, no outro e encontrará. Pois ele esta sempre acessível, mesmo que pareça impossível, mesmo que seja difícil percebê-lo. Acreditem. Ele está presente em cada um de nós.  Em mim, em você, no outro, em quem você jamais pensaria encontrar. Porque Deus é justo e trata todos os seus filhos da mesma forma, de maneira igual. Todas as criaturas, do mais simples ao mais complexo, pertencem ao amor do Criador.

Vejam os lírios do campo. Brilhantes, demonstram amor por seus semelhantes e por vocês. Embelezam e dão mais vida ao ambiente que se encontram. Realizam a missão de amor que o pai lhes concedeu.

Pois sigam seus exemplos e façam o mesmo. Utilizem dos embelezamentos que o pai os concedeu para abrilhantar o ambiente. Cada um traz em si a luz divina que melhora a vida. Que completa o coletivo. Que auxilia. Que desponta de dentro e deve ser compartilhado fora.

Deixo-os, meus caros filhinhos, com o amor do pai que sai de mim e te encontra. Que sai de ti e me encontra. Que sai do irmão e que nos encontra. Porque partiu da mesma fonte de amor: do nosso Pai.

João

05.07.12

Facebook Twitter More...