DESPERTANDO PARA A VIDA

04/02/2012 08:52

Que tal começarmos a semana nos abrindo para a sensibilidade das boas lembranças, das boas energias, através da poesia?
Este é o convite do Momentos de Luz.
Esperamos todos no sentimento do amor.
Muita paz.



 

DESPERTANDO PARA A VIDA
 

 

Pequena aldeia
Fonte primeira da vida
Senti a primeira diva
Em farto seio a mamar.
Belo menino
Feito de frágil semente
Desenvolvido no ventre
Nascido dentro do lar.

Pequena infância
Alegrias e tormentos
Parei a força dos ventos
Começando a caminhar.
Na juventude
Valente e destemido
Andando pouco vestido
Ate mesmo no luar.

O sol do dia
Acalentava meu destino
Fazia de mim divino
Refletindo sua luz.
Pois a brancura
Desta pele de criança
Era véu de noiva em dança
Rosto meigo que seduz

O tempo passa
A lua surge na noite
Fazendo sombra da moita
Criando monstros no chão
Ante a surpresa
Saturado de coragem
Botei a mão na ramagem
Fiz uma lança na mão

A noite amante
Mostrou sua mansuetude
Desfez minha inquietude
Dando a relva para mim.
Deitado nela
Abriu-se o véu do universo
As estrelas eram versos
Neste universo sem fim

O som da noite
Baixando pelas montanhas
Invadia as entranhas
De delicado coração
O rio ao longe
Murmurava com as pedras
Beijava na borda, as heras
Reconduzindo a monção

O piado da coruja
Arrepiava os sentimentos
Vinha surfando nos ventos
Incutindo medo em mim
Passando a vida
Contando tantas historias
O tempo voa nas memórias
Da poesia sem fim.

ACA

 

Facebook Twitter More...